segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Cranberry e doenças renais

O que é Cranberry?
É uma fruta vermelha, pouco conhecida no Brasil. Nos EUA, ela pode ser encontrada fresca de setembro a dezembro. No Brasil, ela ainda não é encontrada na forma natural, porém, já podemos encontra-la em sucos, geleias e outros derivados.
Essa fruta é rica em vitaminas A, C e D, além de flavonoides e fitoquímicos.
Fruta Cranberry
Plantação de Cranberries

O que é infecção urinária?
É a uma infecção caracterizada pela presença de bactérias, vírus ou fungos no trato urinário. os principais sintomas são o ardor/dor ao urinar, e a urina turva. Algumas causas da infecção são:
segurar xixi por muito tempo; limpar-se de trás para frente (mulheres); baixa imunidade; uso de sondas; má higienização.

Como Cranberry ajuda na prevenção de infecções urinárias?
Estudiosos americanos mostraram que a proantocianidina, substância presente na fruta,  ajuda a impedir a adesão de bactérias na parede da bexiga, principalmente no que se refere à Escherichia coli, uma das principais causadoras das cistites.

Como são formados os cálculos renais (litíase), as famosas pedras no rim?
Pedras nos rins são formados a partir de excesso de cálcio, fosfato ou oxalato na urina. Eles podem ocorrer em qualquer parte do trato urinário ou da bexiga urinária. Eles muitas vezes são pequenas o suficiente para você passar sem qualquer dor, mas também pode ser doloroso, como eles podem crescer e ser tão grande quanto uma bola de gude. A dor geralmente ocorre na área do abdômen, e urinar também pode ser doloroso. Outros sintomas de pedras nos rins podem incluir mau-cheiro de urina, uma vontade de urinar frequentemente, náusea e vômito.

Como Cranberry evita os cálculos renais?
Cranberries contêm ácido quínico, o que ajuda a quebrar o cálcio e contribui para evitar as substâncias de ligação em conjunto de modo a formar as pedras. Um estudo mostrou que beber sumo da fruta pode reduzir a quantidade de cálcio ionizado na urina em 50%.
Cranberries também contêm o ácido cítrico, o que ajuda a evitar a formação de pedra nos rins. O ácido cítrico também tem demonstrado ser útil na dissolução e a passagem de pedras nos rins.

Outros benefícios do Cranberry:
Alguns estudos dizem que a fruta pode exercer propriedade antimicrobianas, combatendo agentes como H. pylori (bactéria que pode habitar paredes do estômago), porém, ainda não se sabe qual a dosagem diária do suco é necessária para surtir efeito.
Além disso, devido a fruta possuir as vitaminas citadas, ela possui propriedades antioxidantes, podendo diminuir a incidência de doenças cardiovasculares e câncer, porém, ainda não foi comprovado cientificamente esse benefício.
 Um estudo citado por Credidio, publicada no "Journal of the American Dental Association" (periódico científico de odontologia) em 1998, revelou que testes in vitro com componentes isolados da fruta reverteram a adesão das bactérias da doença periodontal em 58%; o que aponta que a cranberry também previne a placa bacteriana.

Tabela Nutricional do Suco comercializado:



Quantidade de ingestão:
Ainda estão sendo discutidas qual é a quantidade ideal para ingestão do suco da fruta, ou da cápsula que também já é comercializada.
Alguns especialistas recomendam a ingestão de um copo de 200 ml de suco, uma vez ao dia, outros dizem 240 ml, uma vez ao dia.

              

Contraindicações:
Na verdade, ainda não existem estudos que comprovem que o suco deve ser contraindicado, porém, em alguns casos especiais, deve-se ingerir o suco com cautela, pela condição da pessoa e até pela ingestão de outros medicamentos rotineiros, podendo haver interação medicamentosa. O ideal é procurar um urologista para que ele oriente se você pode não consumir o suco, além de passar a dosagem correta a ser ingerida.

Fique atento:
- Diabéticos;
- Grávidas e as que estão em período de amamentação;
- Pacientes que fazem uso de anticoagulantes;
- Pessoas que fazem uso de antidepressivos, devido a excreção aumentar no período de uso do suco;

** A ingestão excessiva pode auxiliar na formação de cálculos renais.

ATENÇÃO: As informações existentes neste blog pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Essas informações são de caráter educativo, por isso, em caso de dúvidas, não hesite em realizar sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança.

Fontes:
www.prorim.org.br
www.portaldoenvelhecimento.org.br
http://centrodeartigos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário