quarta-feira, 29 de junho de 2016

SAÚDE FÍSICA: A importância da flexibilidade






Muita gente não dá bola para isso, mas sabia que a flexibilidade muscular é tão importante quanto o ganho de força para prevenção de lesão? A flexibilidade nada mais é do que a viscoelasticidade do tecido, e quando falamos em articulação, a flexibilidade é a capacidade de realizar movimento em toda a amplitude articular, dentro dos limites anatômicos. 

Essa qualidade física, visa chegar a um nível perfeito para um bom desempenho de um determinado movimento, onde se destacam o aperfeiçoamento motor, a eficiência mecânica e a consciência corporal. Por esses motivos, quando a flexibilidade é limitada, o indivíduo está predisposto a ter alguma lesão músculo esquelética.


Então pessoal, fica claro que a flexibilidade é muito importante para a saúde do corpo físico, uma vez que ela está diretamente relacionada com a eficiência dos movimentos. Vale lembrar que o nosso corpo é uma máquina e precisa estar sempre em movimento para permanecer em equilíbrio. Para isso, é importante enfatizar que devemos sempre trabalhar nossa capacidade de força, resistência aeróbica, flexibilidade e manter o controle do nosso peso corpóreo.

Resumidamente falando, a flexibilidade é fundamental par facilitar a realização das atividades de vida diária, pois ela proporciona inúmeros benefícios, como o relaxamento de estresse e das tensões, relaxamento muscular e prevenção de lesões.




Dicas da Carol:
1) Tenha uma rotina de alongamentos! Reserve um dia da semana para trabalhar essa capacidade física. A sensação depois que alongamos é revigorante;
2) Uma ótima dica é alongar algumas articulações logo ao acordar. Isso ajuda a preparar o seu corpo para o dia e te dá mais diposição.
3) Uma articulação flexível não depende só do alongamento da sua musculatura, trabalhar mobilidade articular também é de extrema importância na prevenção de lesões.
4) Respeite o seu corpo! Peça auxílio de um profissional para que ele te passe um programa de exercícios para sua prática. Não realize exercícios complexos sem a ajuda de um profissional. Como qualquer prática, um alongamento ou uma mobilização mal feita pode levar a uma lesão.


“Lembre-se sempre: Para uma vida saudável, cuide da saúde do seu corpo, da sua mente e do seu espírito!”


@carolbagnariolli 
@fisioterapiaortopedica

Fontes:
1) Silva A.M. et al. A Influência do Método Isostretching na Flexibilidade de Mulheres Sedentárias. Ensaios Cienc., Cienc. Biol. Agrar. Saúde , v. 19, n. 1, p. 3-6, 2015
2) Vasconcelos D. A. et al. O tratamento da flexibilidade pela fisioterapia. Revista Tem@ Campina Grande v. 7 números 10/11, p. 29-37 2008
3) Santos Z.A., Ribeiro R. Efeito do exercício físico na melhora do grau de flexibilidade na articulação dos joelhos em obesos exercitados comparado com obesos sedentários. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo. v.10. n.55. p.20-24. Jan./Fev. 2016. ISSN 1981-9919

4 comentários:

  1. Bom dia Dra. Eu acompanho suas postagens no Instagram fisioterapia ortopedica. Eu não sei você pode me tirar uma dúvida. Ha 40 dias fiz uma cirurgia no tornozelo, foi uma fratura bimaleolar, onde foi colocado 6 parafusos e 1 placa. Comecei a fisio, porém está doendo muito, chego a chorar. Você acha isso normal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, infelizmente a recuperação é bem dolorida mesmo! Ainda mais fraturando os dois maléolos. O que ajuda bastante é fazer compressa com gelo que diminui o inchaço e alivia a dor!!

      Excluir
  2. Bom dia, Dra!
    Há 15 dias vinha sentindo um incômodo no joelho esquerdo ao realizar meu treino na academia, mas esse incômodo se transformou em dor na última semana, a dor é suportável, mas acaba incomodando. Ando normal, realizo movimentos sem dificuldade, não houve inchaço na área, somente a dor.
    Fiz um raio-x e a médica informou que de início não tinha visualizado nenhuma lesão. Passou medicação, um spray e gelo para tratar a dor em casa.
    Mas a dor me preocupa, será que deve ser algo mais sério? Nunca senti dor antes nos joelhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe-me pela demora em responder sua questão Emanuela. Caso sua dor ainda não tenha passado, seria interessante você retornar ao médico e realizar outro tipo de exame (ultrassom ou ressonância) onde podem ser visualizadas as partes moles do seu joelho (tendões e ligamentos). As vezes essas dores realmente ocorrem por realizar muita carga na academia, em alguns casos, com a diminuição da carga já há melhora!

      Excluir